domingo, dezembro 03, 2006

Custou mas foi!!!!!



Foi arrancada a ferros a vitória do São João na Figueira da Foz, mas teve tanto de justa como de difícil. No final a magra vitória por 1-2 não traduz o domínio da equipa visitante, que se deparou com um CRIA ultra defensivo.

No Pavilhão da Escola Secundária Dr.ª Cristina Torres, a equipa do Centro Social de São João alinhou com:

Cinco Inicial: João Simões, Nelson (1), Geninho, Rafa e Rúben (1);

Suplentes: Hugo Marques, Paulo Silva, Pichel, Jardel (cap.), Vitó, José Bandeira e João Teixeira;

Marcha do Marcador: 0-0 Intervalo 0-1 (Rúben), 1-1, 1-2 (Nelson);

     Cedo se percebeu como iria ser o encontro, o CRIA com o “autocarro” em frente à baliza e o São João a assumir todas as despesas do jogo. Com muita paciência a nossa equipa foi circulando a bola, procurando criar situações de golo, que quando surgiram foram muito bem resolvidas pelo guarda-redes da casa. A equipa das Alhadas quase não criou situações de perigo, muito por culpa da troca de bola segura dos visitantes, no entanto podia-se ter adiantado no marcador mesmo no final da primeira parte, num lance de bola parada, bem resolvido retaguarda conimbricense.
     Ao intervalo o técnico Arlindo Matos pediu concentração e paciência ao conjunto de Pé de Cão, e o jogo manteve-se como até então, tendo o São João desperdiçado mais algumas belas oportunidades para inaugurar o marcador. A cerca de 5 minutos do final o São João arrisca no quinto homem, e o desequilíbrio causado pela subida do guarda-redes faz como que o Rúben, Geninho e Nelson construam a melhor jogada do encontro, que resultou no golo de Rúben. Finalmente o CRIA tinha de arriscar alguma coisa, mas não o fez com grande vontade, e só mesmo um passe mal medido de Nelson para João fez com que o CRIA voltasse ao jogo, a menos de dois minutos do fim. A nossa equipa acreditou sempre e Nelson, a 50 segundos do fim, redimiu-se do lance infeliz no golo adversário e fez um grande golo, confirmando uma vitória mais do que justa.
     Em suma, o São João carimbou o regresso às vitórias no campeonato com uma boa exibição, voltando no entanto a falhar no capítulo da finalização. O CRI Alhadense mostrou ser uma equipa demasiado defensiva, sistema com o qual pode, por vezes, obter bons resultados mas nunca bons espectáculos de futsal. A equipa de arbitragem realizou um bom trabalho, com alguns erros sem influência no desfecho final. Só terão que ter mais atenção ao seu cronometrista que estranhamente se esqueceu de pôr o cronómetro a andar após o primeiro golo do São João. 

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Obrigado pessoal por todo o apoio nakele lance infeliz... Deu me força pa superar akele momento!! Força pessoal, temos um grande balneário!!!!

domingo, dezembro 03, 2006 3:37:00 da manhã  

Publicar um comentário

<< Home