domingo, dezembro 03, 2006

"No balneário do São João sinto-me à vontade, é como uma família."


    
    Tenho o prazer de publicar hoje a minha primeira entrevista neste blog e tal como prometido, o nosso “Paulinho” teve a honra de ser o primeiro. Acabadinho de festejar 40 anos, Fernando Madeira é uma peça fundamental no balneário do São João, sem ele não haveria a alegria que há nos treinos, a água jamais saberia tão bem e o Guilherme (filho do Pichel) não teria ninguém com quem jogar à bola.
    No último sábado, antes da saída para a Figueira da Foz, “Paulinho” chegou mais cedo ao Pavilhão do Centro Social de São João e após fortes pressões e mesmo ameaças de alguns elementos do plantel, lá acabou por concordar em responder às minhas questões.

JS: O que sentes quando marcas um golo de baliza a baliza nos treinos?
FM: É uma sensação porreira, é mesmo a sensação de marcar um golo de baliza a baliza, não se compara a mais nada.

JS: Porque é que começas a correr para o balneário depois de marcar um golo?
FM: É a minha forma de festejar, assim vou para lá para dentro e faço o que quero sem ninguém ver. Mas vou tentar mudar isso, porque pode dar a entender algum desprezo aos adversários.

JS: Qual o momento mais marcante da tua ainda curta carreira?
FM: O golo que te marquei no treino, foi lindo!!!

JS: Onde quer que vamos, tens sempre uma namorada lá, afinal a qual delas dás mais importância?
FM: Ainda não conheces a mais importante, ainda não fomos jogar onde ela mora.

JS: Qual a sensação de entrares no balneário do São João?
FM: No balneário do São João sinto-me à vontade, é como uma família. Gosto de entrar, dar força à equipa, dizer para ganharem os jogos e sermos campeões.

JS: Como te sentes no meio de tanta estrela?
FM: Sinto-me muito bem, dou-me bem com todos.

JS: Achas que daqui a uns treinos estás em condições de me tirar o lugar na baliza?
FM: Não sei, talvez, falta o mister Arlindo apostar mais em mim, só à segunda-feira é que ele me deixa jogar um bocadinho com os veteranos.

JS: O que é que prometes fazer quando o São João subir de divisão?
FM: Dou uma grande festa lá em casa para todos.

JS: Quem é o teu pai? Ouvi dizer que é o Sr. Alcides, é verdade?
FM: Não, o meu pai é o António de Oliveira Madeira. O Sr. Alcides é como um segundo pai.

JS: Qual a garrafa de água que mais prazer te deu a encher até hoje?
FM: Todas, mas a tua é especial, porque és bom guarda-redes e também porque a tampa não fecha bem, entornas sempre a água para o chão e depois levas bronca do Toni.

JS: Quando é que me começas a vir ajudar nos treinos dos juniores? É que começo a pensar que não gostas de mim, por te tirar o lugar na baliza do São João.
FM: Quando calhar, sou muito ocupado e às horas do treino estou a lanchar.

JS: Quando rematas à baliza descalço não te aleijas nos pés? Não me digas que nunca tiveste de ir às mãozinhas do Sr. João.
FM: Claro que me aleijo às vezes mas aguento e faço de conta que não doeu nada, só uma vez é que me magoei num dedo e tive de ir à maca do Sr. João.

JS: És sempre o co-piloto nas saídas da equipa, mas diz-me sinceramente, confias na condução do Pimenta?
FM: Confio, mas às vezes comete uns erros na estrada, mas tudo discretamente, o autocarro até é pequeno (risos).

JS: Estás a pensar em adquirir um GPS para evitar que percamos tanto tempo à procura dos pavilhões?
FM: Até estava com ideias disso mas o Sr. Alcides já me disse que não há dinheiro para isso.

JS: Qual dos cestos dos jogadores cheira mais mal? Vá, podes ser honesto, prometo-te que não vai haver represálias.
FM: Quase todos cheiram muito mal, mas o do Rafa é demais, não sei o que é que ele lá mete.

JS: Qual o teu maior desejo para o futuro?
FM: O imediato é ganhar o jogo ao CRIA, mas gostava muito de jogar pelo São João, tirar-te o lugar e festejar a subida do São João à 2ª divisão.

JS: Grande "Paulinho", obrigado por teres respondido a todas as questões que te coloquei. Desejo-te toda a sorte do mundo e prometo que farei tudo para ajudar a concretizar os teus desejos, excepto aquele de me tirares o lugar, desculpa lá mas vou continuar a treinar bem para não teres hipóteses.

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

ficas proibido de marcares mais golos ao meu filho.. ah ah ah.. es o maior paulinho.. uma pessoa que esta no nosso coraçao..

pichel

domingo, dezembro 03, 2006 12:02:00 da tarde  
Blogger vitó said...

grande paulinhao....lol...

terça-feira, dezembro 05, 2006 5:24:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

apesar das tuas dificuldades físicas e psicológicas, consegues ser o maior...

Grande PAULINHO

quarta-feira, dezembro 06, 2006 1:29:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Grande "Paulinho",pessoas assim ajudam qqr grupo de trabalho,o crer e a determinação de pessoas como ele ajudam bastante. Boa João entrevistas destas tamb são beneficas. Parabens.Daniel

sexta-feira, dezembro 08, 2006 8:56:00 da manhã  

Publicar um comentário

<< Home